3 de jul de 2015

Como seus pais se conheceram?

Mais um post pessoal, adoro contar sobre coisas que acabei de descobrir e saber outras histórias com o mesmo tema também. É uma coisa que eu fico pensando: se minha mãe não tivesse conhecido meu pai, quem seria eu? Talvez eu não seria. É tão complicado pensar, dá um lag no cérebro.

Meus pais (João e Val) se conheceram num parque de diversão que atualmente nem existe mais. Estavam no ano de 1985 a.c., João reparou na bela moça que estava com uma amiga e resolveu conversar com elas. Val não estava dando bola para o rapaz, pensava que ele queria a amiga dela, até que ela se despediu e João pediu se podia leva-la em casa. Conversa vai, conversa vem e o rapaz mostrou bastante interesse, pois Val era uma mulher de 20 e tantos anos e não era casada, a maioria de seus namorados morreram antes do ato se concretizar, mas isso não assustou João que era um homem determinado e naquele exato dia decidiu que ela era a mulher da vida dele. No fim de semana seguinte eles se encontraram no mesmo parque, se beijaram atrás da roda gigante e a partir dali começaram a namorar. Não brigavam frequentemente, era o casal ideal, eles seriam felizes até o fim de seus dias. Juntaram dinheiro para o casamento, mas não foi o suficiente, tanto que a irmã de Val teve de comprar as alianças, isso não os incomodou, iriam casar e não tinha nada melhor que isso. O casamento ocorreu bem, tiveram uma filha em 1988, sim, em pouco tempo, mas é o amor! Em 1992 tiveram outra. 1994 estavam rezando para ter um menino, mas nasceu outra menininha. Em 1996 nasceram as gêmeas, uma se chamava Maíra que já nasceu predestinada ao sucesso e glória, mas a história não é sobre essa garota doce e especial. Não satisfeitos com a casa cheia, em 1999 veio a caçula que não se sabe porque nasceu, mas ainda bem que nasceu. Eles construíram uma família, uma grande família de meninas, não tinham luxo, mas tinham o que necessitava. A vida era apertada, mas João sabia o que fazia e Val gostava disso. Até que em 2001 João suspeitou que estaria doente, ele teve a certeza disso um tempinho depois, a partir daí as coisas ficaram feias, mas isso é história para dia dos pais... João e Val estiveram na saúde e na doença, até que a morte os separou.

Assim termina a história dos meus digníssimos pais, quero saber a história de vocês, aceito qualquer história, pode até ser da sua avó com seu avô, eu necessito de histórias para viver, então me mantenham viva, ok? ahahaha Beijos!

1 comentários:

  1. AAAAAH! Eu adorei essa história, Maíra. Quando chegar o dia dos pais, promete contar a outra parte da história?

    Beijo, beijo.
    Larissa.
    PRIMEIRO: SEU BLOG É LINDO!
    Eu ainda não assisti, mas estou BEM ansiosa pra ter a oportunidade de ver, só pelo trailer dá pra ver que é muito bem feito. E eu adorei seu post, deu mais uma nimada para eu assistir. Hahaha, obrigada!

    Beijo, beijo.
    Larissa.
    http://www.umtipicoteorema.com.br/

    ResponderExcluir